A origem das rotundas de Viseu

Crédito de foto: http://circuloscitadinos.blogspot.com Desde sempre que Viseu foi uma grande cidade, e bem cedo começou a haver bas...

Crédito de foto: http://circuloscitadinos.blogspot.com


Desde sempre que Viseu foi uma grande cidade, e bem cedo começou a haver bastantes habitantes a circular com carros por ela. Ainda que fossem daqueles carritos pequenitos e que faziam bastante barulho (aos quais agora chamamos de calhambeques), rapidamente começou a haver um crescimento de objectos ambulantes movidos a combustível pela cidade.
O facto é que, como a cidade é bastante grande, foram fazendo cada vez mais cortadas para aqui e para acolá, e em quase todos os sítios, havia um cruzamento. Olhando de cima, quase que poderíamos dizer que seria uma “teia de aranha” a nível de caminhos – estávamos num cruzamento e já poderíamos ver o próximo.
Com a chegada de pessoas de fora, e com a construção de cada vez mais caminhos, as pessoas que ainda não conheciam e consequentemente, levavam algum tempo para perceber para onde era o seu destino, ficavam paradas no cruzamento a ler a informação das placas diferentes, para então decidir para onde iria. Mal ela esperava que, assim que virasse para a sua decisão, teria de parar um pouco mais à frente para decidir novamente para onde teria de cortar.
Assim, vendo que o número de habitantes que se deslocavam de carro começava a aumentar, e começava a haver engarrafamentos a toda a hora devido às paragens nos cruzamentos para reunir informações e decidir o destino, o presidente da câmara decidiu pensar numa forma de solucionar a questão.
Após algum tempo de muito se debruçar sobre a questão, lembrou-se de fazer rotundas em cada cruzamento, para impedir que os carros ficassem parados nas entradas, e contornassem a rotunda enquanto liam as placas até finalmente se decidirem e seguissem caminho.
Ainda hoje se pode ver alguns carros a darem múltiplas voltas nas rotundas, mostrando a funcionalidade original que estas tinham.
O que é certo é que as cidades dos arredores foram começando a adaptar a mesma estratégia, em prol de uma melhor circulação rodoviária.


Moral da história? Viseu é uma grande cidade, está sempre na vanguarda, vai ter a muitos sítios e todos os caminhos vão lá ter!


(composição feita para a Dr.ª Soraia!)

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY