Oração

Mais uma vez venho até Ti, para te agradecer por não me realizares todas as vontades, por guiares a minha vida em todas os aspectos até nos ...

Mais uma vez venho até Ti, para te agradecer por não me realizares todas as vontades, por guiares a minha vida em todas os aspectos até nos mais simbólicos, e mesmo quando eu tanto insisto e luto por algo, Tu me dares provas concretas de que aquele não é o caminho a seguir.
Ainda assim eu sou teimosa, sou Touro. Esqueço-me que Te pedi que "me guiasses a vida", e "que se fizesse a Tua vontade", e decido lutar com todas as minhas forças pela minha vontade e pelos meus sentimentos, sem pensar duas vezes, e sem parar para Te ouvir.
Da primeira eu não percebo, e acho que apenas aquela não era a situação ideal. À segunda começo a achar coincidência a mais, e a compreender que parece haver alguma coisa que não está muito de acordo com o que faço. Aí é preciso que me cortes os planos uma terceira vez, para eu perceber que ainda não é desta, e que o que eu quero fazer não me trará felicidade.
Ainda assim eu teimo em insistir, agora com menos esperanças, apenas em saber do que poderia acontecer se desde o início os meus planos tivessem surtido efeito. É aí que eu vejo que Tu sempre tiveste razão, e desde o início tentas-Te evitar que eu sofresse. Mas eu não Te ouvi a Ti, não ouvi a minha irmã, não ouvi os meus amigos [apenas aqueles que me diziam o que eu queria ouvir], não ouvi ninguém. E no final, só voltei a rever o que sempre me acontece, e com o qual já arranjei uma forma eficaz de lidar com sentimentos contraditórios.


Agora agradeço-Te, por não permitires que eu tivesse cometido um erro e um gasto que me viria a arrepender, por não me levares ao abismo da ilusão, por me fazeres perceber que afinal, certos gestos não são tudo, e nem sempre correspondem ao que realmente queremos que correspondam. Agradeço-Te por, mais uma vez, me guiares para o que Tu bem entendes ser o melhor. Eu desconheço todas as hipóteses e consequências, por isso nunca poderei julgar o que teria sido se isto ou se aquilo acontecesse. É verdade que me custa compreender, ainda para mais quando acabamos por notar que afinal, é unicamente um motivo estúpido que nos acaba com qualquer tipo de esperança. Mas e daí? Não é preferível continuares como sempre estiveste [e quem sabe quanto tempo não estarás mais] até agora do que te acontecer o que acontece a tantos e tantos casos em que a prolongação provoca mais dor, e por vezes a cegueira é tanta que apenas temos dissabores? Eu pergunto-me mil e uma coisas, e quem sabe as minhas respostas não sejam as mais correctas.

Foi aquela voz dócil e calma, o toque suave e sensível, a personalidade fechada e tão próxima da alegria e diversão. Foi a seriedade de espírito e as tomadas de decisão, uma certa maturidade singela. Sabes bem, para mim era [e ainda é] uma pessoa única, que eu achei que não encontraria em mais lado nenhum, e eu não queria mais nada senão ela. Mas as complicações criadas pelas nossas decisões, rapidamente apagaram os sentimentos momentâneos de momentos mais breves ainda. Pergunto-me se voltarei a repeti-los no próximo ano, se é esperado que eu dê tempo ao tempo, ou se é esperado que eu desista de vez. Sabes que me custa tanto estar nesta situação, mas ainda assim ela veio mais uma vez.

Eu sei que nada acontece por acaso, e não vou voltar a entrar na ilusão e pensar em oportunidades futuras. Falo do bom que me trouxeste com o conhecer alguém que tanto me impressionou, falo do facto de o teres utilizado para me trazeres ainda mais até Ti e me dar o empurrãozito final que eu precisava para deixar-me de duvidas, e entrar de cabeça de uma vez por todas nos Teus caminhos. E quem sabe ainda não tenha sido mais uma oportunidade para me ajudar a sentir EU, e a me dar um pouco mais de valor.

Finalmente, há uma coisa que eu gostaria de dizer. Não que Tu já não saibas, mas neste momento sabes o quanto estou contrariada com as histórias que se repetem e repetem. E actualmente, tenho pensado mesmo nisso: não sei qual é a coisa tão grandiosa que Tu tens preparado para mim, para estar a demorar tanto para chegar. Não peço que ela chegue rápido, mas por mim, eu prefiro deixar de receber outras encomendas pelo caminho, sou demasiado sentimentalista para continuar a receber estas entregas sem garantia.
Sabes que confio em Ti, por isso mesmo quando tenho esta vontade de seguir em frente, te exponho sempre o meu gosto por aceitar que Tu me guies e que faças o que for melhor. Continua a fazê-lo, vou acreditar que Tu guardas para mim uma encomenda ainda melhor que esta.
Agora penso que é um pouco [muito] difícil que seja melhor, mas vou-me deixar de pessimismos. Vou continuar a deixar-me levar pelo vento, esperando que ele não puxe para nenhum lado em especial.



Olha pelas pessoas à minha volta, eu vou tentar ouvir-te mais vezes,
Amén

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY