24H na Reserva Natural

Mas que reserva Natural qual quê? São Jacinto, sem qualquer tipo de focagem igual à imagenzita que vimos no FB. Anyway, foi muito divertio *...

Mas que reserva Natural qual quê? São Jacinto, sem qualquer tipo de focagem igual à imagenzita que vimos no FB. Anyway, foi muito divertio *_* Para além de ter ido um grupo muito fofinho, foi mais uma vez uma prova de que eu realmente preciso disto na minha vida, e ainda há quem se importe connosco.
Foi desde o sábado na Igreja de Aveiro, que gostei imenso, desde a mudança de roupa, as viagens em Ferryboat (que por momento, pensei que nem pagásse-mos xD) que mal parecia que estava a andar, desde o fotógrafo dos escuteiros que não lhe cheguei a pedir o número, mas parecia um paparazzi a tirar-nos fotos, por amor ao Santa! (somos Desbravadores!), desde as bolhas que formei com as sapatilhas da ana não-valem-nada, desde o andar descalça, ao arranhar-me por estar de calções, o imaginar que iria estar um tempo de nojo e o tempo ficar maravilhoso, o recordar os escaravelhos, as pulgas da areia, o ar do mar e daqueles caminhos tipo Figueira, tudo. Não jogamos basebol, o que para mim, estragou tudo (lalalalalala :p), mas fomos imensas vezes ao mar, apanhámos muita água, comemos muita areia, rimo-nos dos rebolares da Dayane, jogámos ao eixo e afinal era só para nos atirar à areia, roubaram as nossas roupas enquanto estávamos no mar, estriei o bikini que comprei e ainda tivemos oportunidade para nos cansarmos na areia, corrermos e corrermos, acharmos uma parte de cima de pássaro em osso, dormirmos debaixo de um toldo e acordarmos com ele a meio da noite, jogarmos ao quem quer ser milionário (onde descobrimos que a "mãe de todas as promoções" é o Jumbo --') e ao abecedário, onde nos rimos muito, onde houve quem partilhasse sacos-de-cama ou rebolasse para cima de outras pessoas, ressonasse imenso ou ainda acordasse a comer areia (ahahahahahaha!). Tivemos sonhos estranhos, também tivémos um por-do-sol muito bonito, onde cantámos a Canoaaaa *.*
No segundo dia, água gelada logo de manhã, tomar o pequeno almoço, apanhar (quase nenhum) sol e conviver, até que nos lançámos novamente na caminhada para o Ferryboat, porque a Sarinha tinha de apanhar o autocarro para Lisboa novamente. Enfim, assim foi que o meu cabelo todo empastado nem conseguiu desempastar so com água normal, mas ainda fomos até à Barra, para um local onde a água era tão calma, que dava para ver alguém a tirar os calções (--') e até para eu nadar! *.* E se eu achava que a água de manhã estava gelada, então o que era aquilo! Ahahahahah Vi-mos a comida da lia desaparecer por outras bocas, falámos e falámos, apanhámos (pouco) sol (novamente) e então fomos embora. Escusado será esquecer ainda que vi o Fred e, devido às circunstâncias, decidi não o chamar, uma vez que não estava muito perto, e ainda por cima estava bastante acompanhado. Resultado, ia sendo morta ao telefone! Ahahahahahaha Fica para daqui a umas semanas! ;)


Levei máquina, mas mal tirei fotos. A minha querida irmã também não se mostrou muito perceptiva a tirar e portanto, a máquina ficou encostada, como costumava sempre ficar em todos os acampamentos. Gosto muito de fotografia, mas há momentos que não são para ser desperdiçados *_*. Venham as fotos da Daya e do Fifas :p
Eu viciei naquelas bolachas da Proalimentar que levei, souberam-me bem as sandes e as maçãs assadas, ainda melhor! *.* Ainda estive com a Inês, de quem já tinha ouvido falar, e pelos vistos de quem vou ter a companhia algumas vezes em Lamego!
E sem dúvida, quero ir à próxima!
Mais uma vez, um muito obrigada aos Desbravadores por estarem a fazer com que eu queira realmente fazer um esforço para voltar! :3

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY