Acção de Formação em Desportos Náuticos

Tenho a dizer que inicialmente, apareci lá eu de calçõezinhos, à espera de um lindo dia de sol e na expectativa de ter todos os meus cole...


Tenho a dizer que inicialmente, apareci lá eu de calçõezinhos, à espera de um lindo dia de sol e na expectativa de ter todos os meus colegas da mesma forma, como tínhamos falado anteriormente, quando percebi de que todos vinham bem cobertos dos joelhos para baixo.
Após a chegada da Maria João e das storas, partimos então no nosso minibus de turismo CARDOZO, onde fomos parados pela GNR. Primeiro, "pessoal, toda a gente a por o cinto!" ; "disfarça, disfarça!" (tudo se levanta para por o cinto --') ; depois, o senhor abre a porta de trás de repente. O Tiago fica com a guitarra na mão e cara de "cigano" a olhar para ele, com aspecto de "o que é isto?". O GNR pergunta: Para onde é que vão? *silêncio breve, olham todos uns para os outros (como se fossemos para algum sitio que não devíamos dizer --')* segundos depois temos respostas: "lor...", "pinhel", "canoagem", "guarda". O homem começa a contar: "1, 2, 3, 4, 5, 6, 7... Saiam todos cá para fora!" e pronto, pior parte: "quero ver o BI de toda a gente!" (e agora é que é a sério). Graças ao nosso stor Helder, que lhes mostrou as autorizações todas assinadinhas e tal, lá fomos nós. Enfim, ROTINA
As tendas foram montadas com bastantes dificuldades, ficando umas em formato de barraca e outras de gelatina a cair.
Depois da explicação e aquecimento, lá partimos nós para a aplicação prática. O costume era os de trás molharem com a pagaia os da frente, canoas atracadas nas margens, idas para a zona de segurança... Enquanto isso eu vagueei pela estrada, tirei fotos aos burros e à cabra, fui para uma zona com perspectiva brutalesca e ainda fiz o costume diário com a dona maqina do temporizador xD Só o Alfredo e a Martinha é que cairam, mas fizeram por isso. Toda a gente vinha esfomeada e para entreter o estômago, foi bola da mãe do ZP para toda a gente.
A seguir ao almoço, seguiu-se o optimist. Isso é que era cair. Não era só a dificuldade em controlar o optimist, sendo que praticamente toda a gente caiu à agua da forma mais engraçada possivel, especialmente o ZP e o Toni que foram afundando aos poucos tipo titanic, enquanto surgia o "saio do barco, nao saio", um ficava sem reacção e o outro olhava para baixo enquanto se via a afogar lentamente. É também o facto de podermos levar com a parte de cima na testa e fazermos um galo como fez o alfredo. O Pina mal cabia dentro do optimist e não sei como eh que ele nao batia com a cabeça. No inicio estava tudo com medo e só nos ríamos uns dos outros, mais nada.


Entretanto apareceu lá o pai, a ana, a cris e a margaria.
Seguiu-se a ida até aos balneários, onde não levei a máquina T_T passamos por uma parte muito bonita mas empestada, por bovinos e mais um burrinho e então, após bastante caminhar, lá chegámos. Foi um local um pouco diferente, onde ainda deu para tomar banho com agua muito quente ou muito fria e fazer o penso do pezinho, bem como ouvir os rapazes todos a cantar nos balneários do lado ahahaha
O jantar foi muita carne grelhada com pão (ADORO +.+), seguido de um cântico muito mal feito aos professores em nome de toda a turma e um serão, onde contámos imensas anedotas (especialmente a dos pontinhos), rimo-nos do Tony o homem da fogueira, do messias Tiago, das personagens e acontecimentos da turma passada, dos melhores momentos do dia e outros assuntos. O zé caiu da tábua a baixo, descobri que ele, tal como o Tony, diz Wiwiana (:O) e ainda fartámo-nos de cantar a musica do facebook editada, cada vez que havia foco em algum assunto ahahahah. Voltámos a tocar em assuntos como as frieiras no *** da marta, no LOLE LOLE LOLE!, no Alfredo que julgava que um jumento era um porco.
A noite pudia ter sido melhor, se não fosse eu, enrolada no meu querido e quentinho saco-de-cama, ter algum frio (tambem, com a roupa que eu tinha --') e acordar com ganda som. A primeira coisa que me veio à cabeça é "estou maluca"; "estou a sonhar"; "então mas afinal de contas eu estou ou não num acampamento ao lado de uma barragem?"; "daniela, volta a dormir que já estás a ouvir coisas". Mas a musica continuava alta e voltar a adormecer, está de gesso. Como se o som não bastasse, parecia haver uma tipa já com quinhentos copos em cima a gritar feita maluca com as musicas. Foi então que tive um pensamento mais lógico: "há alguma discoteca aqui perto?" - claro que não, e mesmo que houvesse não fazia aquele sonoro todo --' E, após me irritar profundamente e ter vontade de ir ao encontro do pessoal, especialmente da tipa histérica, e enchutá-los todos de algum lado de lá para fora, tive FINALMENTE um pensamento lúcido e correcto "não me digas que vieram fazer a festa para a barragem". E, curiosa como sou e enervada como estava, toca a sair da tenda pé ante pé, mais a Carina e a Andreia para vasculhar a situação. A Maria foi lá ter. Tivemos a impressão de termos sido vistas, os carros foram embora e a festa acabou bem de repente (lá teríamos aspecto de guardas ahahahah). Às 5 da manhã, apitos. Parece que houve quem visse luz de lanterna de alguém no nosso acampamento. às 7h20 da madrugada, alvorada com o relato da Carina da situação da noite ahahaha
Fomos averiguar a situação, e o espaço estava todo limpo (bem, aqueles tipos devem fazer isto semanalmente) e as marcas dos pneus iam até à beirinha da barragem. Tiramos imensas fotos e depois fomos para cima. Após muitas vezes ir à casa de banho, lá partiram eles para o maior percurso da vida deles de canoagem xD
Eu fiquei naturalmente com as professoras, a falarmos de assuntos que nunca pensei falar com elas. Percebi que realmente o meu "grave problema" pode-se tornar um grave problema se não verificá-lo o quanto antes. Posso ter excesso de determinadas hormonas, que me têm prejudicado a vários níveis - e um deles, estou a tentar resolver apanhando escaldões --' A cena é que nunca imaginei que a professora Cristina tivesse (ou teve) exactamante os mesmos problemas que eu, que julgava ser a unica do mundo qase a os ter --' Enfim, prometo que vou tratar do assunto o quanto antes, isto está a tornar-se uma grande preocupação :x (e o tratamento pode ser caríssimo T_T) O meu futuro pode estar comprometido, tal como o de alguém presente :o Para além disso, deu para perceber de perto que, não existem pessoas sobre-humanas, apenas dedicadas.
Ora, chegada a hora íamos ter com eles, e eu iria fazer a descida em canoa. Ora, tá de gesso. Só víamos vacas por tudo quanto era canto e voltávamos para o mesmo sítio. Mal sabíamos nós que tínhamos passado pelos rápidos (e de facto, aquilo tinha tudo menos ar de rápidos) e portanto fomos embora :'( Não fiz descida nem tirei fotos, fiquei já contente com a volta de Catamaran +.+. Aproveitei o meu tempo a ver dois episódios de Get Backers, que já devia ter acabado de ver à que qinhentos anos e ouvir musica, enquanto apanhava sol (e um escaldão) nas minhas pernas e puxava constantemente o toldo para apanhar sol. A cara e a orelha esquerda, essas já estavam queimadas do dia anterior.
Muuuuuuito tempo passou e então chegou a hora deles voltarem (já eu tinha comido os meus dois pães e andado a cuscar em conjunto as calorias de algumas cenas ahahahha). Primeiro eram pontinhos pretos que reluziam, depois eram pontinhos de cor que reluziam e depois começava-se a ver umas coisas de lado a girar, e então já lá estava a Daniela a correr para tirar fotos, enquanto que as professoras grelhavam a carne.
Ao fim de comer tivemos tempo para arrumar o acampamento, desmontar as tendas (ajudei o tiago que tem uma igual ah minha vitima de um pinheiro da Costa de Lavos, mas com 3 quartos) e fomos embora. A viagem ainda deu ao inicio para se animar com a musica do "Se tem mulher solteira, dá o gritinho que eu quero ouvir (uuh!)", mas depois tudo adormeceu!
Chegámos e, antes que o pai chegasse, ainda tive a companhia da Andreia e do stor Helder :) Bem, as nossas ideias de uma pessoa podem mudar bruscamente, já viram? :O



Reflexão geral?
A paisagem era simplesmente bonita, algo que já raramente se vê: cães em tudo quando é sítio, vacas em tudo quanto é sítio (malhadas, pretas, castanhas, com focinho de porco...), burros em tudo quanto é sítio, ovelhas e cabras em tudo quanto é sítio...
E é claro, é (muita) pena não dever arriscar e por isso não fazer a acção em si. Isso sem falar que, a nível social, cada vez se percebe mais quem realmente se importa ou não connosco (aliás, muita gente notava-se que me começou a tratar como me tratavam em santarém :3). No entanto, gostei imenso :)
Sinto que a minha personalidade mudou. Agora sou tudo menos respondona. Detesto discussões, calo-me quando discutem comigo (ainda que não concorde) e deixo que porvezes abusem de mim. Acho que estou a ir pelo mau caminho e se continuo assim, vou fazer por mudar --'


Andámos de:
Canoa
Caiaque
Optimist
Catamaran
Sitontop

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY