Aurélia (como diz alguém) de sorte!

Hoje foi um dia de sucedidos acontecimentos digamos que felizes e inesperados. Começamos o dia com o sono do costume, uma durmida mais do...


Hoje foi um dia de sucedidos acontecimentos digamos que felizes e inesperados. Começamos o dia com o sono do costume, uma durmida mais do que devia que, graças a alguém, acaba e só tem tempo de se vestir a correr e um comprimento do costume, lá vamos nós às aulas.
Ri-me imenso a Português, com a "aurélia" e o excalibur (AZIP, como eu me lembrei de ti e daquelas tardes de verão no bus!) que eu sei o que é graças a Anime, é verídico!
As aulas passam-se bem, especialmente educação física, onde se vai notando umas melhoras aqui, outras ali - deve ter sido da motivação e alegria descomunal que ganhei após repetir o sucedido de dias anteriores, como que "a coisa anda", e volta-se a lembrar breves momentos do 10º ano, um pouco esquecidos, mas agora bem lembrados :')
Continuo com aquela saudade daqueles anos em que estávamos com todo o pessoal, em que passávamos as horas de almoço a desvendar casas abandonas (e a ser enchutados de lá), a caminhar pela cava de Viriato, a cantar ao som da guitarra da Lia tocada pelo Caiado ou a ver Oliver&Benjin. Tenho saudades daquelas quartas-feiras do costume, do voley, das actividades, das tardes passadas com os amigos (e dos amigos!), da falta de monotonia de rotina.
Foi exactamente naquele tempo que tive um lapso de rotina, que me fez pensar "não sou a única neste mundo!" e sentir que eu até me podia meter num circulo na boa :) E agora voltei a desenterrar momentos passados, e até está a correr bem :D
Passei a hora de almoço com as meninas do voley (que saudades do tempo em que almoçava com tanto pessoal diferente! :X), e fui relembrando-me ao longo do dia das ideias que já tenho para o aniversário, que ainda falta bue - eu sei -, mas que me vão fazer lembrar determinados sentimentos e que até lá, como disse para a Maria, que tem sido companheira de sentimentos de nostalgia, "localizar alvo"... *interrompe a Maria* "atacar", "pesquisar" - é, ela tem uma filosofia muito complexa do que toca a estes assuntos :p
O estágio tem corrido melhor - é o avontade, o sentimento de capacidade e utilidade que temos, os dias de sol perfeitos que têm sido agora, que me fazem lançar na aventura de caminhar meia-hora até vil-de-moinhos a ouvir musica nos meus auriculares (e a bater no meu saco porque eles deixam de dar) e mais tarde a ouvir musica sem os meus auriculares, quando desisto de bater no saco e de me sentar para ajeitá-los. É o sol que faz destes dias tão bonitos, que faz vontade de entrar na piscina (e que faz com que ela saiba taoun bem +.+), que dá esta energia e nostalgia e que chama a deitar na placa à noite a olhar as estrelas.
Como se isto não bastasse, cruzei-me com alguém que há semanas atrás me surpreendeu imenso, pelo tamanho e pela diferença de mentalidade :o Enfim, era alguém que eu nunca via e logo neste dia, puff. Fiquei a micar até confirmar quem era e fui directamente :') Mais uma vez voltei a ter aquele sentimento de saudade e nostalgia, de sentir que as pessoas se lembram de mim e até se importam comigo. Foi algo que não estava ah espera, mas que foi *_* BUUUH
Depois toca a caminhar até o Rossio. Voltei a sorrir e a cumprimentar pessoas que são semi-conhecidas, por atrevimento ou estupidez própria ou alheia.

Continuo com saudades dos velhos tempos, do Verão antigo cheio de desporto e saídas para a cidade com os amigos e do tempo em que "tinha tempo" para me enriquecer culturalmente através de episódios de anime :')
Eh que nem a marca que os sapatos decidiram deixar no meu pé estragou o meu dia :3



É, parece que o meu optimismo voltou. E agora, vou trancá-lo em casa :')

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY