Saldos e perseguição =O

E chegou o dito dia prometido de ir com a AZIPONA aos saldos (03/01). De manhã estava tudo louco. O motorista gritava com toda a gente qu...


E chegou o dito dia prometido de ir com a AZIPONA aos saldos (03/01). De manhã estava tudo louco. O motorista gritava com toda a gente que "queria ver todos os passes, quem tem de Dezembro ainda passa hoje, quem não tem paga bilhete"; "Vai para Viseu? 1,05€"; "hoje é o dia em que a polícia está em cima de nós"; "quero toda a gente atrás da risca"; "a senhora cale-se, não seja mal educada". E foi assim a viagem, já não bastava ele estar super atrasado e de manhã ter apanhado uma seca, ainda tive de ouvir os trabalhadores todos a reclamar com o condutor, discussões, pessoas a abanar a cabeça e uns bons minutos de atraso para a aula de matemática. E sim, o ano não podia começar melhor, Matemática --'
A questão é que eu ri-me imenso, com o "desbebrem" e as "pogressões", mas coitada da stora :X Eu tentava conter o riso, mas não dava mesmo. No primeiro caso foi mau mesmo porque ela percebeu e eu nao conseguia parar de rir :X Eu e a Maria riamo-nos que nem umas perdidas sozinhas, pq ninguem tinha percebido. Contamos ao pina, ele ficou atento para ouvir e foi aí que saiu a melhor POGRESSÃO de todo o tempo e ele desmanchou-se a rir. Muito tempo depois, o zé pedro percebeu q a stora está a dizer "pogressões"! Nahh, a sério?!
Espero que para a próxima aula eu consiga conter um bocado mais o riso --' Enfim, acabando as aulas (e ainda de telemóvel desligado, porque tinha medo que acabasse a minha bateria), achei a Cheila ah primeira (milgare!) e vinha tão incentivada com uma notícia que tinha recebido na aula anterior, que acabei por falar do *-*** (e feita idiota, em vez de dizer a primeira palavra, disse as três ultimas! O_O). Enfim, virei-me para trás, reparei que estava precisamente do meu lado a pessoa de quem tinha falado antes! O que vale eh que tinha acabado de chegar (ou talvez nem isso me tenha servido de alguma coisa) e que essa pessoa tem uma PDM que não vai ser um comentário que vai mudar qualquer coisa --' Enfim, foi cómico ver a cara da Cheila prestes a "explodir" de riso e quando saiu da multidão de pessoas que estavam para passar no portão, desmanchamo-nos as duas a rir.



Enfim fomos contando e rindo com as nossas babozeiras: o *-***, o "desbebrem" e as "pogressões" e ainda a esparagata feita pela professora no meio da aula. Foi de mais! :p Como se isso não bastasse, tinhamos acabado de passar a cava de viriato quando olhei e eu, na minha ignorância, vi dois tipos: ora, no meu pensamento, "apercebi-me" de que o de cá era alguem que eu conhecia e que já tinha algum estorial (teria de o cumprimentar e tal, isso sem falar que o simples facto de o ver nao era muito positivo --') e por isso estava literalmente lixada. Reparei sim que ele estava acompanhado com mais alguém, mas nem tomei atenção. Quando a Cheila percebeu o que eu estava a pensar, desmanchou-se a rir. Passámos a estrada e quando estava prestes a ir para o meu sepulcro, reparei que o meu "aperceber-me" estava errado e que não era quem eu estava a pensar! Ainda assim, passei por esses dois tipos com cara de ":O". Sim, porque eu fiquei tão preocupada com a hipótese do tal ser quem eu estava a pensar, que ignorei quem estava ao lado dele que, por sinal, era precisamente o tipo alto e mal arranjado que parece que nos quer fazer alguma coisa quando olha para nós, que se abriga da chuva com um boné e que desde os anos do Titi, ainda só não o tinha visto no fim-de-semana! (claro --'). A Cheila estranhou o porquê de eu estar com aquela cara se a pessoa não era a tal, mas aí eu comecei "Ai é agoraaa! É agoraaa! Agora ele já sabe que eu sou da Viriato! Aiiii" e assim foi. Fomos à casa de banho, a AZIP não micou quem queria e eu em meio à conversa, visualizei um optimo local para tirarmos fotografias. E assim foi, amén.



Em fim, fomos até o tal sítio e pelo caminho achámos um espaçozinho que parecia ser razoávelmente jeitoso para tirarmos fotos. O problema era quando o carro estacionava, o homem descia as escadas ao telemóvel, os rapazes passavam e riam-se, grupos de pessoas vinham lá, dava-se sinal e aparecia na foto duas pessoas a correr xD Depois finalmente dissemos "chega" e fomos para o outro sítio (onde eu descobri outra funcionalidade deste local xD) e tirámos fotos a dizer chega. Neste, já não havia o problema de alguém nos ver, era mais a graça de quando ouvíamos o "yo, niga, tas ver?" ou o "está ali alguém!". Foram imensas as vezes que tirei fotos em que a cheila ficou deficiente, que disse "fala baixo", que fiqei idiota porque a fotografa nem sabia por uma foto bonita, em fim... E assim cansámo-nos, fomos até à Outlet.
Como disse ah Cheila mais tarde, vir primeiro a uma Outlet e depois a outras lojas, tu pensas que mesmo elas estando em saldos, estão caras xD E tal, nessa foi embora uma camisa quentinha e comprida mesmo para o inverno, que já andava ah procura e que custou soh mais dois euros do que as minhas luvas --'

Mas como o dia eh grande, poupa a carteira que vamos dar mais uma volta... Acontece que andámos meias perdidas ah procura da indicação que a Ana nos tinha dado antes. Entramos, temos três mulherzinhas a olhar para nós coladas, mais parecem a mulher portuguesa lah dos chineses ao pé do multibanco --' Andámos a ver as coisas, "ah que bonito". Vestimos as coisas, "ah que feio". A qualidade ainda era óptima portanto e fomo-nos enfiar as duas num beco super mini! Primeiro estava extremamente complicado de nos despirmos, aquilo a que a cheila chamava de porta, que na realidade era uma cortina não fechava, depois visto uma coisa assusto-me, rio-me, depois falamos e rimo-nos, depois ficamos imensos minutos ah espera que a Cheila se calce. Saímos, com tudo na mão. Da mesma forma como entramos saímos, mas com duas diferenças: a rirmo-nos e a prometermos que nunca mais voltaríamos.



Fomos então aos chineses porque a Cheila quis (milagre a mulherzinha não estava!), à P qualquer coisa que jah não sei o nome outra vez (xD) e depois então fomos até ao forum. Zara, fila de todo o tamanho - compro t-shirt ahs bolas e a AZIP veste um casaco lindo lindo lindo +.+. Faltavam leguins e eu quase ia morrendo ao ver o preço T_T Subimos, vamos ah parte de cima ( a Cheila descobre que afinal temos de ir para casa de bus, que a tia não vem). Voltamos, Stradivarius, Berska (ela a camisola que parece uma manta ou daqueles tapetes, eu conjunto castanho - camisola comprida larga com gatinho e cão e saia de inverno *____*), Pull.
Cruzo-me novamente com o tipo de boné, mas ele estava a falar ao telemóvel e não me viu.
Saímos, comemos metade de uma lancheira mista mesmo acabadinha de sair, naquele frio (nunca me soube tão bem na vida uma lancheira +.+) e depois então entrámos no autocarro, que demorou buéeeeee.
O autocarro ia a passar pela escola e adivinhem só quem eu vi na Viriato: o tipo! OMG, é o meu fim! T_T Como a maria diz, "nunca mais saio sozinha!" :p



E como isto passou-se na segunda e hoje já é quarta, tenho só a dizer que ontem não o vi, mas voltei a ver o tipo hoje quando ia para baixo mais o Titi e a Maria! Isto eh perseguição, definitivamente! T_T

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY