Verdade

Agora tudo é claro, agora tudo está à vista. Não importa o quanto eu pense nisso, não há volta a dar. E por mais que as coisas se quisessem...

Agora tudo é claro, agora tudo está à vista.
Não importa o quanto eu pense nisso, não há volta a dar. E por mais que as coisas se quisessem resolver, seria eu mesmo que não permitiria tal.
Um mês de felicidade aparente, e de falsidade. Quando me lembro do teu sorriso, da tua expressão e das tuas doces palavras, só consigo dizer: "como é que é possível, e desde quando começaste a mentir?"

Porque o que me dizias e o que fizeste, não têm nexo nenhum. Ou é agora, ou é anteriormente que me mentiste. Ou simplesmente SEMPRE me mentiste, e tudo não passou de um encadeamento de mentiras que escondiam a verdade seca e dura que permaneceu tão pouco tempo escondida.
Começaste por-me arrastar para o teu mundo. E sim, se não o tivesses feito, mesmo que te achasse piada, não teria desenvolvido o que acabei por sentir por ti.
E ainda assim, disseste tanta coisa que mais tarde, só provaste ser mentira.
Começaste a criar problemas do nada e nem sabia como lidar com a situação. E de repente, do nada, do nada...
Pediste um tempo...
E como o que acontece em todos e quaisqueres casos, o que acontece de seguida é bem previsível. Se disseste que estavas confuso em relação ao que sentias, ainda tinha eu alguma dúvida? Mas não, eu limitei-me a não criar confusões uma vez que não tinha provas de nada.
Finalmente acabaste, e nem coragem tiveste para o fazer pessoalmente. Foste indecente, não me deste qualquer tipo de explicações. E porquê? Porque elas não existem. Ou melhor, existirem existem, mas são graves de mais para serem ditas a alguém que não merecia absolutamente nada disto, e a quem lhe foi prometida felicidade e amor.
Nem tiveste coragem de admitir que acabaste comigo porcausa de outra e que o tempo que pediste foi para me manter na tua mão, enquanto vias se realmente valia apena largar-me para ficares com ela.
Sabes o que é que mereces?
Mereces que nunca mais derrame uma única lágrima por ti. Mereces que nunca mais me lembre dos momentos que passamos e quando me lembre, que olhe para o passado com raiva. Mereces que diga que "infelizmente te amei". Mereces que nunca mais te dirija a palavra. Mereces que corra e grite pelo mundo afora que és um cobarde e que tiveste a coragem de magoar quem fizeste amar-te, e que nem és homem de enfrentar a pessoa que MAGOASTE. Não mereces uma ponta dos meus olhos vermelhos!
Mas não é bem assim. Não me arrependo de NADA que fiz contigo, mesmo que me tenhas respondido daquela forma. E ainda que tenhas feito o que fizeste, talvez eu me lembre dos nossos momentos de uma forma feliz.
Na quinta-feira, quando esperavas que estivesse no gimnodesportivo a trabalhar para o Compal, tive de sair e acabei por me deparar com algo que eu realmente estive à espera para me deparar. Lá estavas tu, com outra pessoa no meu lugar, a fazer algo que fizeste comigo, exactamente no mesmo sítio, exactamente da mesma forma.
Ela viu-me, alertou-te, procuraste-me e mal me viste, saiste de ao pé dela. Para quê? Para esconderes mais uma mentira - a de que não tens nada com ela, quando tens? Desde o momento que te vi com ela mesmo sem estando a fazerem nada, eu disse: "já topei tudo", e tu sabes que nunca fui de cenas de ciumes.
O momento a seguir a essa cena foi complicado, e custa só de lembrar. Foste um idiota, e fizeste-me passar por parva. Caí na realidade e foi quando custou mais. Custou, mas eu realmente cheguei à conclusão, se por fazeres o que fizeste, não merecias sequer que eu ficasse mal, que deixasse de ser sorridente e bem humorada como sempre fui.
Por isso pus-te para trás, e agora vejo-te como que alguém cobarde e medroso, que não sabe enfrentar a realidade nem admitir os erros que comete. Alguém que mente quantas vezes for preciso, e não tem coragem de me olhar nos olhos, e nem merece que eu dê a mínima importância.
Detesto estar mal com as pessoas mas este ambiente, foste tu que o geraste.
Hoje lembro-me de cada pequeno pormenor de algo que passamos juntos. Sim, porque é pouco tempo, mas caramba, é UM MÊS! E eu sonhei viver toda a minha vida assim, para acabar por dar nisto...
Embora ainda pareça uma perdida que vive de forma molengona e só lhe apetece estar sozinha e caminhar por "verdes prados" (lol xD), agora é um pouco diferente... Começo por me sentir triste por não te ter comigo, lembro da forma como gostava (e talvez ainda goste) de cada coisa em ti, de tudo o que fazias e de como era feliz, mas aí lembro-me do que fizeste e garanto-te, fico com raiva de ti. Fico, porque enerva-me o facto de tu teres andado a brincar comigo e aquilo tudo ter sido uma fachada, quando dizias "eu nao quero ser uma diversão". Pois não, não queres, mas talvez queiras te divertir com os outros.
E uma coisa é certa, só espero que te façam o mesmo, para tu veres como é bom ser largado por alguém que tu amas .|.
Confesso que estou um pouco descansada, porque se não correu como deveria ter corrido, não foi por minha culpa, mas porque não houve um único pingo de decência nesta história da tua parte. E não digo coisas como "ah, se ela não aparecesse...", porque na verdade, se isto se sucedeu agora, mais tarde ou mais cedo, poderia vir a acontecer com outra pessoa, e haveria ainda mais lembranças do que tenho agora, que já são mais do que suficientes para me dar cabo da cabeça. Prova disso é que tanto a "Dream on lover", como a "Fall for you" já nem sou capaz de ouvir --'


E ainda hoje, quando me vês olhas para mim e desvias o olhar: olhas para o chão, ou olhas para o lado contrário. Eu? Eu continuo a caminhar como se fosses mais uma das pessoas insignificantes que apenas conheço de vista.

E ainda que negues, ou que não te veja mais com ela, a verdade é uma única: Nunca me amaste como disseste, e quer andes ou não, isso não interessa - deixaste-me porcausa de outra pessoa.





E nesta história, eu prefiro ser a trocada, do que ficar com o papel de puta --'

You Might Also Like

0 comments

Having a good time reading? Please leave us a comment below!

Responsive World Map

Footer Menu




Instagram

Footer social

TERMS AND CONDITIONS
|
PRIVACY POLICY